365 dias de gratidão!

Só temos a agradecer pelo intenso ano de 2017. A caminho de nosso quinto ano de existência, passamos os últimos 12 meses em plena atividade. Segue abaixo uma listinha dos lindos momentos (se lembrarmos de tudo):

  • Presença da voluntária Jimin Kang, da Universidade de Princeton, através do Bridge Year Program (BYP),
  • Novo grupo de voluntários dxs Amigxs dos Canteiros no Berçário,
  • Participação em todas as edições de A Feira da Cidade e do Coreto Hype com oficinas de jardinagem para bebês e crianças,
  • Participação no Festival Caymmi de Mùsica, na Feira de Arte do Canela, na Feirinha de Boa, nA Casa (Feira Garagem) e no Coreto Kids,
  • Bate-papo e palestras em universidades como Uneb e Unifacs e em ações como a do Tree Elétrico (Shopping da Bahia) e o Brechó Ecosolidário,
  • (Inspir)Ações em parceria com os movimentos Flores no Cimento e Achei Origami, ambos de São Paulo,
  • Ações em parceria com coletivos incríveis, como o Permacultura na Resi e o SOS Vale Encantado,
  • Retomada de ações no canteiro piloto, no Vale do Canela, cada vez mais verdinho,
  • Novos produtos dos Canteiros Coletivos com o uso de descartados.
  • Primeira Oficina Profissionalizante de Jardinagem e Arte-Reciclagem no Programa Corra pro Abraço, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado da Bahia,
  • Primeiro crowdfunding para a Campanha #AjudeoBerçário, conquistando o fundo de R$ 4950,45 via Vakinha.com, paypal (doações da Coreia do Sul, dos EUA, da Inglaterra e da Espanha) e via conta bancária (ainda estamos recebendo doações!),
  • Conserto de rachaduras nas paredes externas do berçário com o valor arrecadado na Vakinha e retomada das oficinas de jardinagem para crianças no espaço,
  • Continuação da Campanha #ÁrvoreéAmor pelo segundo ano consecutivo, chegando a quase 2 mil fotos de árvores publicadas por internautas de diversas cidades,
  • Visita da voluntária Anna Marsh, também do BYP, que esteve conosco em 2015 e início de 2016,
  • Nos tornamos objeto de pesquisa de novas dissertações de mestrado e teses de doutorado,
  • Talvez tenha mais alguma coisa aí nesse bolo… Pedimos desculpas se alguém não se sentiu contemplado, mas acredite, estamos muito gratxs.

Isso tudo brota de nosso amor pela cidade de Salvador, e da crença que temos no fazer coletivo, capaz de transformar o pior dos cenários em um lugar inesquecível. A cada ano que passa, acreditamos mais e mais no potencial cidadão para transformar as cidades. Acompanhamos diversos coletivos ao redor do Brasil e do mundo, que também nos inspiram e, de uma forma ou de outra, geram novos coletivos.

Nessa roda inventiva de recriar a cidade, tornando-a interativa, autoral, colorida, VIVA!, temos assistido o nascimento de grupos soteropolitanos implantando hortas, recuperando praças, plantando ervas medicinais entre avenidas… E sentimos a vibração de uma rede semeadora de afetos pela cidade de Salvador.

Nosso desejo para 2018 é de seguir firmes e fortes, realizando mais, inspirando mais, nos inspirando mais e semeando afeto e amor desmedidos pelo nosso grande quintal, esse lugar que é de todos, que precisa ser cuidado por todos e que, quando for de fato democraticamente gerido, vai se tornar o melhor lugar do mundo para se viver. Viva Salvador! Viva 2018!

Gratidão! Um novo ano cheio de luz pra você!