Revista VIDA SIMPLES, novembro de 2012

Indignada com o estado crítico da estrutura de Salvador, a jornalista Débora Didonê criou o movimento Canteiros Coletivos. “A essência do projeto é o resgate da cidadania”, diz Débora.

Dessa maneira, canteiros abandonados e sujos viram, depois de uma limpeza, espaços de plantio, para oficinas ou piqueniques e para abrigar expressões artísticas, entre outras possibilidades.

Aliás, quem dita o melhor uso do local são os moradores, grupos de estudantes, empresas e quem mais quiser participar e colaborar. -CB

Captura de Tela 2013-12-06 às 17.36.50