Uma árvore caída

{Diário de Jimin Kang}

Iniciamos neste mês de dezembro o Diário de Jimin Kang: Relatos semanais em primeira pessoa da estudante do programa de intercâmbio Bridge Year Program (BYP Brazil), da Universidade de Princeton, que colabora com os Canteiros Coletivos até abril de 2017. 

Jimin Kang

Uma árvore foi cortada hoje no bairro do Candeal, onde moro. Assisti o processo no qual essa árvore grande, com folhas que resguardavam e protegiam a entrada de Candeal, gradualmente se tornou uma bagunça de galhos e madeira quebrados.

Irônico é o fato hoje — primeiro dia de dezembro — marcar o começo do fim. Mais triste que essa árvore cortada, é saber que muito mais árvores, em muitos bairros, que já foram ou serão retiradas. Por quê?

Junto do início do verão baiano, os dias estão mais quentes e as tardes, mais insuportáveis. Mas claro, sempre há uma diferença entre andar pela Avenida Sete de Setembro, sem árvores, e o trecho do Corredor da Vitória, este último, no qual duas fileiras de árvores sussurram com o vento.

 

img_0229

 

Isso levanta a pergunta: Por que não temos mais Corredores da Vitória em Salvador? Ou, mais apropriado: Por que matamos os Corredores que poderiam existir?

As árvores oferecem muito mais que conforto físico. Como a voluntária responsável por regar as plantas no berçário dos Canteiros Coletivos diariamente, tenho a sorte de ver o desenvolvimento das plantas que cumprimento todas as manhãs. A cada dia, os tomates crescem um pouco mais, novas íris amarelas florescem, e o hortelã gera folhas novas. Assistir o crescimento da natureza faz lembrar que a paciência é uma virtude, e que a melhor versão de nós mesmos — por mais impermanente que seja — é como as chuvas e o sol do amanhecer.

Falando da árvores cortadas, talvez isso tenha sido o que mais me afetou. Algumas horas depois, ainda lamento passar por ali e ver aquele cenário. Sem palavras. O verde brilhante das folhas dessa árvore contava a história de uma vida que tomou tanto tempo para se desenvolver, para então morrer brevemente.